Seu canal de Notícias de Carpina e Região

Vídeo - Cade investiga vídeo que fala em "sumir com caminhões" e "caos para todo lado"

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Um vídeo que a Federação de Empresas de Transporte de Carga de SP (Fetcesp) divulgado na internet está sendo investigado por falar justamente sobre o que aconteceria se os caminhões sumissem.

O vídeo narra o que aconteceria se os transportes de cargas parassem. Segundo a narração do vídeo, já no primeiro dia as pessoas veriam que não foi uma boa ideia, pois os alimentos frescos já iriam sumir dos mercados. No segundo dia restaurantes reduziriam seus menus, obras iriam parar por falta de materiais e farmácias começariam a ficar sem medicamentos.

No terceiro dia "postos de gasolina já não têm combustível para vender. No campo, as produções estão estragando porque não há transporte".
Já no quarto dia "os aeroportos são fechados pois, sem combustível, os aviões não podem decolar. Lixo se acumula por toda a cidade, indústrias de vários segmentos não conseguem produzir por falta de insumos”.
Em seguida o video conclui falando sobre o caos que já seria o quinto dia por dizer: “Agora, no quinto dia sem caminhões, o caos está por todo lado. A sociedade entra em colapso, não há transporte público, hospitais e escolas . As pessoas não conseguem seguir sua rotina”. Confira abaixo o vídeo investigado.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica está investigando a Fetcesp pela divulgação desse vídeo. Em nota a Flávio Bennati, presdidente da Fetcesp informou que Flavio Benatti, afirmou que a intenção "clara" do vídeo é a "conscientização da população sobre a importância do transporte rodoviário de cargas" (leia íntegra da nota ao final desta reportagem).

Neste sábado, o movimento de paralisação dos caminhoneiros entrou no sexto dia. O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou, após reunião de avaliação com o presidente Michel Temer e com outros ministros do gabinete de crise, que a Polícia Federal já fez pedidos de prisão de empresários. Segundo o ministro, esses empresários estariam por trás de um locaute na paralisação de caminhoneiros.

Leia abaixo a íntegra de nota divulgada pela Federação de Empresas de Transporte de Carga do Estado de São Paulo:

 

NOTA À IMPRENSA

A FETCESP esclarece que não apoia e tampouco incentiva qualquer tipo de paralisação das atividades de transporte rodoviário de cargas.

A notícia da abertura de investigação da FETCESP pelo CADE em virtude de vídeo divulgado pela entidade, mostra apenas parte do vídeo o que distorce o sentido da mensagem nele contida e que se pretende passar ao público em geral.

Esclarece que iniciou no ano passado uma campanha com o objetivo único de valorizar a imagem do transporte rodoviário de carga, que é a mensagem final do vídeo divulgado e omitida no noticiário. A intenção clara no vídeo é a de conscientização da população sobre importância do transporte rodoviário de cargas e de amenizar a rejeição ao caminhão.

Este foi o primeiro vídeo da campanha que se justifica em razão das restrições ao tráfego de caminhão.

Daí a importância de mostrar o seu papel relevante no abastecimento das cidades.

A FETCESP entende que a manifestação em curso no País não contribui com a valorização da imagem do transporte e atua no sentido de que seja restabelecida a normalidade e as empresas, que são inquestionavelmente prejudicadas com a paralisação, possam livremente desenvolver seu trabalho e sua atividade de escoamento da produção e o abastecimento de todo o mercado.

Flavio Benatti,

Presidente da Fetcesp.

 

Veja também: Homem morre ao se jogar de andar superior do Shopping RioMar, no Ceará

Baixe nosso aplicativo e tenha acesso as novidades na palma de sua mão

 

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Últimos Anúncios